Assista cultos ao vivo

domingo, 7 de dezembro de 2014

LUTO pela missionária Vanessa, que lutou para propagar a palavra do Senhor, mas infelizmente foi impedida por um grupo de terroristas.



A Jovem missionária de 23 anos, Vanessa Rubens dos Santos que concluiu seus estudos na escola de missões no Sul do País se preparando para viajar o mundo evangelizando e libertando vidas, foi espancada até a morte.Ela sempre teve esse desejo no coração e se entregou para isso, mas seu sonho foi imterrompido no seu quinto mês de Missões, logo após voltar da África ela foi para a Síria com um grupo de 9 pessoas. Enquanto dormiam 3 terroristas invadiram o seu acampamento e começaram a atacar com facas, pedras e paus, Vanessa ainda conseguiu correr até um pequeno templo. Os ferimentos foram graves e então ela morreu dentro do Templo.

Fonte: CPAD

sábado, 29 de novembro de 2014

O DOUTOR E PASTOR GILBERTO BREEBLOVE, RENUNCIOU O MAGISISTRADO, PARA NÃO REALIZAR CASAMENTO DE PESSOAS DO MESMO SEXO



Um juiz de 57 anos, renunciou ao seu cargo na Carolina do Norte. Gilbert Breedlove, que também é pastor ordenado, trabalhava há 24 como juiz para o Condado de Swain. Entre suas funções de juiz ele realizava casamentos no fórum. Por causa da nova lei do Estado, seria obrigado a realizar casamentos de pessoas do mesmo sexo a partir deste mês. Como isso vai contra sua fé, decidiu abandonar a função.

“Era a minha única opção… a Bíblia inteira ensina que casamento é entre um homem e uma mulher. Qualquer outro tipo de atividade sexual é definida como a fornicação, não casamento”, declarou Breedlove à imprensa.

Ainda sem ter idade para se aposentar, abriu mão de sua principal fonte de renda e passará a viver com um salário oferecido por sua igreja, o qual é bem inferior. Ele afirmou que entende claramente as consequências de sua decisão, mas sabe estar fazendo o que é certo, pois Deus é mais importante em sua vida.

Seu desejo é que seu exemplo possa incentivar outros magistrados a se posicionar. Ele não está sozinho. John Kallam Jr., juiz do condado de Rockingham, também apresentou sua renúncia, citando sua fé.

Kallam afirma que fazer casamentos homossexuais seria “profanar a santa ins

tituição estabelecida por Deus”. Cerca de 400 cristãos reuniram-se em frente ao tribunal que ele trabalhava para mostrar seu apoio. Um juiz do condado de Pasquotank, que não quer se identificar, divulgou para a imprensa que após se recusar a fazer um casamento de dois homens, recebeu um aviso do governo do Estado que, segundo a nova lei, se insistir em sua postura será demitido.

Um juiz de 57 anos, renunciou ao seu cargo na Carolina do Norte. Gilbert Breedlove, que também é pastor ordenado, trabalhava há 24 como juiz para o Condado de Swain. Entre suas funções de juiz ele realizava casamentos no fórum. Por causa da nova lei do Estado, seria obrigado a realizar casamentos de pessoas do mesmo sexo a partir deste mês. Como isso vai contra sua fé, decidiu abandonar a função.

“Era a minha única opção… a Bíblia inteira ensina que casamento é entre um homem e uma mulher. Qualquer outro tipo de atividade sexual é definida como a fornicação, não casamento”, declarou Breedlove à imprensa.

Ainda sem ter idade para se aposentar, abriu mão de sua principal fonte de renda e passará a viver com um salário oferecido por sua igreja, o qual é bem inferior. Ele afirmou que entende claramente as consequências de sua decisão, mas sabe estar fazendo o que é certo, pois Deus é mais importante em sua vida.

Seu desejo é que seu exemplo possa incentivar outros magistrados a se posicionar. Ele não está sozinho. John Kallam Jr., juiz do condado de Rockingham, também apresentou sua renúncia, citando sua fé.

Kallam afirma que fazer casamentos homossexuais seria “profanar a santa instituição estabelecida por Deus”. Cerca de 400 cristãos reuniram-se em frente ao tribunal que ele trabalhava para mostrar seu apoio. Um juiz do condado de Pasquotank, que não quer se identificar, divulgou para a imprensa que após se recusar a fazer um casamento de dois homens, recebeu um aviso do governo do Estado que, segundo a nova lei, se insistir em sua postura será demitido.

Fonte: CPADNEWS

para não egundo a nova lei, se insistir em sua postura será demitido.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Atriz pornô e marido se convertem ao Evangelho após encontro pessoal com Jesus; Leia!




Acompanhe como de forma sobrenatural ela afirma, ter ficado cara a cara com Jesus.
“Eu me tornei cristã de uma forma incomum”, disse Teresa Carey, 36 anos, que abandonou sua carreira na indústria pornográfica há cinco, quando se tornou evangélica juntamente com o marido. Hoje, o casal espera seu primeiro filho.
A carreira de Teresa começou como modelo fotográfica, e sua beleza logo rendeu convites para revistas masculinas, como Penthouse, Hustler e Playboy. Daí para os filmes pornográficos foi um pulo.
“Eu gostava de fazer o que eu estava fazendo, porque eu estava trabalhando com as meninas. Tudo era amigável e bom”, disse Teresa, antes de relatar que em determinado momento começou a se incomodar com os rumos de sua vida. “Foi uma introspecção. Foi um processo lento de mim mesma, sentir meu próprio coração questionar ‘O que estou fazendo?’”, pontuou na entrevista à Barcroft TV.
Nessa época, Teresa já era casada com Scott e a experiência sobrenatural com Jesus aconteceu quando eles estavam juntos, em casa. “Isso nos abalou completamente”, disse a então atriz pornô, relatando que durante “três ou quatro minutos” eles ficaram paralisados, como se conseguissem ver de fora o encontro que estavam tendo com Jesus.
A partir daí passaram a dedicar suas vidas a Deus e decidiram fechar o lucrativo site com os mais de 100 vídeos gravados entre 1998 e 2009, em que Teresa fazia sexo com outras mulheres.
“Eu estava ganhando um monte de dinheiro para fazer muito pouco e eu poderia ter continuado por anos”, explicou Carey, embora ela diga que acredita piamente que deixar tudo para trás era o certo a se fazer.

Fonte: Noticias Gospel

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Grupo missionário envia 90 toneladas de suprimentos a cristãos refugiados:



A perseguição perpetrada pelos terroristas do Estado Islâmico a cristãos do Iraque e da Síria resultou no êxodo de milhares de cristãos de suas casas, que agora vivem em condições sub-humanas como refugiados em países vizinhos.

Para amenizar o sofrimento dessas famílias, o grupo cristão Samaritan’s Purse (“bolsa dos samaritanos”, em tradução livre do inglês) enviará 90 toneladas de suprimentos às famílias cristãs refugiadas da perseguição religiosa.
O Samaritan’s Purse informou em comunicado que os suprimentos tem como objetivo proporcionar bens de subsistência mais urgentes àqueles que foram forçados a abandonarem suas casas e deixarem todas as suas posses para atrás.
Em alguns casos, foram registradas mortes por fome entre os cristãos que tiveram de sair às pressas de suas casas em Mosul, no norte do Iraque.
“Agora que o inverno está chegando na região, a situação se torna ainda pior para estas famílias”, diz trecho do comunicado. Nos kits enviados às famílias, há agasalhos e meias, cobertores, sacos de dormir e outros produtos para permitir o abrigo com o mínimo de conforto.
De acordo com informações do Christian Post, a iniciativa foi possível graças à uma força-tarefa montada com vários grupos humanitários dedicados a oferecer assistência social a civis em estado de calamidade.
Enquanto isso, os terroristas do Estado Islâmico prosseguem com suas ofensivas contra cristãos, ao mesmo tempo que se defendem da operação militar liderada pelos Estados Unidos e que tem bombardeado locais que os serviços de inteligência identificam como sendo abrigos dos extremistas.
Além da iniciativa de ajuda humanitária aos cristãos refugiados, o Samaritan’s Purse atua em diversos países, e tem se dedicado a combater a epidemia de ebola na África. Dois missionários do grupo foram infectados com o vírus na Libéria se tornaram símbolo da luta contra o ebola ao receberem tratamento experimental e se recuperarem da doença.
Fonte: Noticias Gospel

domingo, 26 de outubro de 2014

Menino deficiente visual lê a Bíblia pela primeira vez ao receber exemplar em Braille


Um garoto deficiente visual teve a oportunidade de ler, pela primeira vez, a Bíblia Sagrada, depois que um exemplar impresso em Braille foi doado pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB).
O menino Leonardo, que teve apenas o primeiro nome revelado, é estudante do Centro de Atendimento Especializado (CAE), em Cianorte, no Paraná.
A SBB doou o exemplar da Bíblia Sagrada em Braille à prefeitura de Cianorte, e a entrega foi feita ao prefeito da cidade, Claudemir Bongiorno, durante um Seminário de Ciências Bíblicas, que foi realizado no Seminário Presbiteriano de Cianorte.
Impressa em 38 volumes, a Bíblia Sagrada em Braille será mantida na Biblioteca Municipal de Cianorte, e ficará disponível à comunidade para uso de outros deficientes visuais, de acordo com informações do portal local O Diário.

A Bíblia Sagrada em Braille custa R$ 3 mil cada, e a Sociedade Bíblica do Brasil tem capacidade de impressão de apenas dois por dia.

Fonte: Noticias Gospel 

Seguidores